Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Café Poesia

Um pouco de poesia com cheirinho a café

Palavras

Ilustração de Hasnaa Tabra

 

 

Enquanto ouvia tuas palavras,

Minhas amargas lágrimas pela face escorriam!

Palavras que também eram muito amargas,

Palavras que enquanto ouvia me magoavam!

 

Dizias tudo tão friamente,

Como se não sentisses tuas próprias palavras!

E foste conseguindo, lentamente…

Me magoando e ao mesmo tempo,

Demonstrando que de mim gostavas!

 

Palavras confusas ias dizendo,

Palavras que ainda não entendo…

 

Falavas em amar…

Eu em esquecer!

Eu falava em querer ser feliz,

Tu… em prazer!

 

E enquanto estávamos a discutir,

As minhas lágrimas não cessavam de cair!

 

Disse que te amava,

Das minhas palavras duvidaste!

E por não me acreditares,

Com meu coração acabaste!

 

ano: 2003

12 comentários

  • Imagem de perfil

    Mula 14.09.2016 12:02

    Não é bem... voltei aos poemas, é mais voltei a publicar os poemas antigos. ahahahaha pode ser que dê para escrever novos, a ver novamente os meus antigos... ^_^
    Obrigada.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 14.09.2016 12:21

    Eu sei, mas tenho a certeza que é uma questão de tempo até começares a escrever novamente.

    Tu e Sofia ainda me vão fazer remexer no baú é o que é.
  • Imagem de perfil

    Mula 14.09.2016 12:32

    Já dizia o Paulito: Deita cá pra fora! ;)
  • Imagem de perfil

    Psicogata 14.09.2016 12:35

    Não te dá medo leres o que escreveste no passado?
    Eu sei que me vou perder de riso :)
  • Imagem de perfil

    Mula 14.09.2016 12:39

    Às vezes também acontece! ahahahahahaha
    Mas não dá... eu sei que era uma croma de uma problemática que achava que o mundo ia acabar... Se atendares depois nas datas dos poemas e fizeres as contas vais ver que eu achava que o mundo ia acabar por causa dos homens aos 12 anos... aos 14 anos... e por aí em diante. Mas era a minha forma de viver as coisas e ... sempre fui de exagerar. Aquilo obviamente era o que eu não sentia, mas eu tinha necessidade de exagerar para me libertar e depois já me sentia melhor! ^_^
  • Imagem de perfil

    Psicogata 14.09.2016 14:11

    Escrevia muito na adolescência na altura de exagerar por isso é sei que vou encontrar coisas hiperbólicas e sem sentido :)
  • Imagem de perfil

    Mula 14.09.2016 16:05

    Claro que vais, mas faziam sentido na altura que escreveste, e quem sabe façam sentido para quem os lê hoje ;)
  • Imagem de perfil

    Psicogata 14.09.2016 16:14

    Tenho tudo literalmente num baú em casa dos meus pais :)
    Um dia destes ainda os inspeciono.
  • Imagem de perfil

    Mula 14.09.2016 16:29

    Os meus cadernos não faço ideia onde param... Mas quando criei o blog algures em 2006 ou 2007 fiz uma selecção daqueles que se aproveitavam, e são os que agora vou publicando aqui...
  • Imagem de perfil

    Psicogata 14.09.2016 16:32

    Nunca fiz essa seleção, mas antes que perca esses tesouros tenho de os digitalizar :)
  • Imagem de perfil

    Mula 14.09.2016 16:33

    Claro que sim. Recordar é viver. Vais ver que vais passar um bom bocado. xD
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Café Poesia 500px.png

    Ilustração de Sophie Griotto

    Segue a Mula aqui

    Direitos de Autor

    Copyrighted.com Registered & Protected 
YUIK-NKGX-ZMZZ-SSI9

    Todos os textos constantes neste blog são originais e constituem propriedade intelectual de quem os escreve, sendo que todas as referências a outros autores serão devidamente identificadas. Reprodução dos textos constantes neste blog, apenas mediante citação da fonte e do autor. Em caso de plágio, medidas serão tomadas, ao abrigo do Decreto-Lei n.º 36/2003, de 5 de Março. Para alguma dúvida ou informação é favor contactar-me: E-mail: desabafosdamula@hotmail.com

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Exclusivo Mula

    Gestão do Blog

    Pesquisar

     

    Estatísticas

    Arquivo

    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D